Cursos Dicas

Gosta da área da saúde? Medicina não é a única opção

Medicina é a área mais indicada para quem se interessa por saúde?

Saiba quais são os sacrifícios e quais as outras opções para quem quer trabalhar com isso.

Não há dúvidas que o vestibular de Medicina, além de ser o mais difícil, é o mais disputado entre os estudantes.

Junto da nobre função de salvar vidas do médico, leva-se em conta o prestígio social ligado às elites brasileiras, bem como a manutenção do status quo.

Ainda que indiretamente, todos esses fatores são considerados na supervalorização desta profissão.

Obviamente, fazer cursinhos especializados em vestibulares de medicina é de grande ajuda, principalmente porque sua especificidade: passar neste ou naquele vestibular.

Trata-se de um forte reforço ao aprendizado do ensino médio, além de dicas comportamentais e práticas para esse tipo de prova – geralmente longas e desgastantes.

Além disso, quem pretende cursar Medicina, deve se preparar para ceder uma boa parte de seu dia – cerca de oito ou nove horas – para os estudos de diversos conteúdos.

É preciso lembrar que a concorrência é vasta e considerar a possibilidade de adaptar completamente sua vida – desde vida profissional a relacionamentos pessoais.

Além disso, o tempo comum de estudos num cursinho especializado chega a ser de dois anos, em média, provando que o ritmo de vida desse estudante terá que ser alterado drasticamente.

E, caso o estudante passe no vestibular, terá que se dedicar pelo menos seis anos no curso de medicina.

Do mesmo modo, se quiser seguir uma especialização, deve colocar no mínimo mais dois anos na conta.

Ou seja, a média para se formar em medicina é em oito anos para ser médico especialista.

São muitos anos para se dedicar aos estudos. Então, antes de fazer sua escolha, veja bem se é isso mesmo que você quer.

Outras áreas da saúde que você pode atuar sem ser medicina  

Nesse sentido, pensando na valorização da vida e na função social do médico, há outras áreas em que o estudante pode decidir atuar.

Remuneração é importante, mas nem todos podem se adaptar a um ritmo de estudos tão desgastante quanto o da Medicina.

Áreas como Enfermagem, Psicologia, Fisioterapia e até mesmo cursos técnicos como curso de análises clínicas são de extrema importância à saúde como um todo.

Deve-se ressaltar que a saúde humana é complexa e todas as áreas de estudo são válidas e fundamentais para a zelo da vida das pessoas.

Além disso, muitas dessas áreas possuem pisos salariais interessantes e que não exigem a abdicação da vida social do estudante.

Lembre-se também que se orientar por valores essencialmente financeiros pode não ser tão interessante para uma área tão sensível quanto a da saúde.

O curso técnico de análises clínicas

No curso de análises clínicas você será preparado profissionalmente para diagnosticar os mais variados tipos de doenças, por meio de análises dentro do laboratório.

O profissional formado tem possibilidade de atuação em diversos órgãos, como por exemplo:

  • Hospitais;
  • Posto de saúde;
  • Clínicas;
  • Laboratórios de análises clínicas;
  • Laboratórios de pesquisa;
  • Indústria de cosméticos;
  • Indústria alimentícia;
  • Indústria farmacêutica;
  • Instituições de ensino.

A remuneração desse profissional varia entre R$1.086,00 a R$1.536,00 no começo da carreira.

Leia também: Quais são as áreas da Engenharia Civil , Quais os desafios da carreira em exatas

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.