Dicas

Eliminar maus hábitos: descubra o que a ciência já descobriu

eliminar-maus-habitos-descubra-o-que-a-ciencia-ja-descobriu

Os hábitos fazem parte de nossa vida. Uma pesquisa da Universidade Duke, nos Estados Unidos, aponta que 40% do nosso dia é dedicado aos hábitos, como escovar os dentes, assistir TV, ler, mexer no smartphone, entre outros. De tão arraigados em nossas rotinas, os hábitos fazem com que passemos a agir em modo de piloto automático.

Mesmo assim, os hábitos são decisões conscientes e que podem ser mudados. Ciências como a filosofia, psicologia, neurolinguística e neurociência buscam maneiras de se adquirir ou de se livrar deles.

Quer saber como eliminar maus hábitos? Continue a leitura e, em cinco passos, veja o que a ciência já descobriu:

1. Identificando para eliminar maus hábitos

Você consegue reconhecer algum dos seus hábitos ruins? Esse é o primeiro passo para que consiga eliminá-lo. Quando descobrir que possui uma prática ruim, não estabeleça uma briga interna consigo. Admita que faz parte da sua rotina, porém, não faça julgamentos.

É importante que você reconheça que tem um hábito ruim para que o próximo passo, rumo à sua eliminação, seja dado.

2. Procurando os motivos dos maus hábitos

O nervosismo faz com que você comece a roer as unhas? A ansiedade te deixa maluco de vontade de comer doces? Quando está estressado, você desconta a raiva nos outros? Esse ponto é interessante para que você faça uma autorreflexão.

Após descobrir o mau hábito, procure pelos motivos que te levam até ele. Quando você encontrar essa resposta, enxergará as primeiras soluções para que seja possível redefinir os seus hábitos.

3. Encontrando alternativas

O jornalista norte-americano Charles Duhigg lançou, em 2012, o livro O Poder do Hábito, em que reuniu os resultados de centenas de pesquisas provenientes de centros de excelência de países como Estados Unidos, Canadá e Alemanha, sobre como os hábitos se formam e como podem ser mudados.

A tese que sustenta o seu livro foi encontrada em uma pesquisa do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, que diz: a melhor forma de mudar um hábito é substituí-lo por outro.

Partindo desse ponto, entendemos que, para mudar um hábito, devemos encontrar alternativas para ele. Em vez de dar sequência a um mau hábito, como ingerir muito açúcar quando se encontra em situações de estresse, providencie outra solução para colocar em seu lugar: ler, caminhar, desabafar com alguém ou simplesmente meditar.

A escolha é livre, porém, deve-se tomar cuidado para não substituir um hábito ruim por outro também negativo.

4. Buscando por motivação

Dificilmente conseguimos eliminar maus hábitos apenas por meio de uma decisão momentânea. É fundamental buscar por motivações. Comece a observar os modos ruins e imagine todos os benefícios que vai ganhar, em um futuro próximo, quando se livrar deles. Se puder, anote essas ponderações.

O mau hábito, assim como começa, termina de maneira gradual. Evite radicalismos e vá criando um esforço consciente que fomente uma mudança verdadeira dentro de si.

5. Reunindo uma torcida em seu favor

Aproveite o alcance das redes sociais para dividir com os seus amigos e familiares suas expectativas em torno da mudança de um ou mais hábitos ruins.

Vamos tomar como exemplo o hábito de fumar. Todos sabem os riscos que o fumante corre quando decide descarregar suas ansiedades e frustrações em um maço de cigarro. Caso queira parar de fumar, divida o seu desejo com os amigos nas redes sociais.

As mensagens motivacionais para que você continue a sua jornada serão importantes para que não haja desistência. Em casa, busque o apoio dos seus familiares para que você mantenha o caminho rumo à eliminação de um mau hábito. Reúna uma torcida em seu favor.

Vamos, então, eliminar maus hábitos? Deixe o seu comentário no post nos contando quais são as práticas ruins que você tem e gostaria de mudar!

Deixe um comentário