Dicas

Memorização: confira 5 técnicas infalíveis!

memorizacao-confira-5-tecnicas-infaliveis

Para que o processo de aprendizado seja mais efetivo, é importante dedicarmos o tempo adequado aos estudos. No entanto, poucas pessoas têm o privilégio de se dedicar apenas à faculdade ou a uma qualificação profissional. Por isso, é extremamente comum encontrarmos pessoas que, além de estudar, também precisam trabalhar, o que torna tudo um grande desafio.

A boa notícia é que existem métodos que podem facilitar essa situação e ampliar as possibilidades de quem tem pouco tempo e muitas tarefas, como é o caso de algumas técnicas de memorização. Para conhecer algumas delas e dar uma turbinada na sua vida acadêmica e profissional, acompanhe as dicas abaixo:

1. Crie frases fáceis

Você já ouviu falar em mnemônica? Essa é uma forma de brincar com as palavras ou frases para que elas sejam um lembrete de algo importante.

Por exemplo, algumas das principais doenças causadas por bactérias são:

  • Tétano;
  • Meningite;
  • Sífilis;
  • Cólera;
  • Pneumonia;
  • Gonorreia; e
  • Difteria.

Ter que se lembrar de todas elas pode ser bem complicado, mas, se a partir delas você montar uma frase, fica bem mais fácil de se recordar de palavras importantes: Todo Mundo Sofre Com Pequenos e Grandes Dilemas.

Tente o mesmo com outros assuntos e veja como essa técnica é eficaz!

2. Faça resumos à mão

Para o cérebro, escrever à mão surte um efeito completamente diferente da digitação. A razão disso é que, usando o teclado, a escrita é processada de uma maneira mais superficial, já que todas as teclas são iguais, enquanto o ato de escrever manualmente utiliza movimentos distintos, ampliando a associação mental.

Por isso, ao estudar, evite digitar ou mesmo sublinhar com caneta ou marca-texto, que têm o mesmo efeito do teclado. Um modo mais eficaz é realizar a leitura de todo o conteúdo, explicar o que entendeu para si mesmo e, em seguida, escrever um resumo pequeno e simples da matéria.

3. Crie mapas mentais

Uma forma muito útil de aprender um conteúdo é fazendo associações entre os tópicos relacionados a ele. Para isso, você pode utilizar mapas mentais.

Para construí-los basta escrever o tema principal no centro de uma folha em branco e, posteriormente, criar setas apontando para os subtópicos daquele assunto, usando apenas as palavras essenciais para relembrar o conteúdo. Simples e eficaz.

4. Ensine o que você sabe

Ter um parceiro de estudos pode favorecer o aprendizado por meio da técnica da explicação, já que, quando precisamos transmitir uma informação, primeiro é necessário compreender bem o assunto, para então poder repassá-lo de forma clara. Esse método também tem a vantagem de facilitar a consolidação do conteúdo, evitando que algo aprendido anteriormente se perca por falta de revisão.

Apenas tome o cuidado de não perder o foco quando estiver estudando com mais de uma pessoa, já que em uma rotina mais apertada o horário de estudos deve ser bem aproveitado.

5. Faça exercícios

Pode parecer clichê, mas essa é uma ferramenta indispensável para que o assunto em questão seja reforçado, especialmente para os estudantes da área de exatas. A resolução de exercícios também é útil para que o aluno ganhe mais agilidade e não gaste muito tempo durante alguma atividade avaliativa. Dessa forma, o ganho é em dobro: conteúdo bem assimilado e velocidade!

Você já usa alguma dessas técnicas de memorização ou conhece alguma outra? Compartilhe sua opinião com a gente e ajude mais pessoas a fixar a matéria estudada!

Deixe um comentário