Genética

PCR – Reação em Cadeia da Polimerase

E aí, galera, tudo joia? Vamos aprender sobre PCR (cadeia da polimerase).

PCR é Polymerase Chain Reaction (PCR) ou Reação em Cadeia da Polimerase

O PCR consiste em fazer cópias de DNA “in vitro”, ou seja, sem a necessidade de organismo.
Ela utiliza os elementos básicos do processo de replicação natural do DNA.

Assista essa aula em vídeo

Aplicações da técnica de PCR

Agora que já sabemos o que é Polymerase Chain Reaction, vamos ver algumas de suas aplicações.

1. Criação de organismos transgênicos

Avaliar se o gene de um determinado elemento se encontra no outro.
Ex.: avaliar se o gene da melancia se encontra no abacate.

2. Paleontologia

Sequenciamento gênico de animais pré-históricos.
Ex.: descobrir se o material genético encontrado é similar com o de algum animal moderno.

3. Medicina Forense

Amplificação de DNA de pequenas amostras retiradas da cena de um crime. Ex.: com uma amostra de cabelo com bulbo, você consegue extrair material genético para saber se é o suspeito ou não.

4. Teste de Paternidade

Amplificação e comparação de sequências de DNA dos indivíduos envolvidos. Ex.: sequencia-se o material da mãe, o da criança e dos supostos pais da criança.

5. Diagnóstico de Doenças Infecciosas

Amplificação do material biológico para descobrir a doença.
Ex.: Ebola

6. Diagnóstico de Doenças Hereditárias

A pessoa consegue descobrir se ela possui uma doença, antes mesmo dela se manifestar. Ex.: distrofia muscular

7. Procura por marcadores Tumorais

Ela permite procurar genes que estão multados ou não. Lembrando que quando o gene está multado, a atividade dele pode não acorrer, ou seja, o câncer pode aparecer. Ex.: mutações que inativam os genes BRCA1 e BRCA2

Aproveite e veja também: Elementos da Reação (Parte II) e Reação (Parte III)

Bons estudos e até a próxima! 🙂

1 Comentário

Deixe um comentário