Dicas

4 erros comuns no TCC que você deve evitar!

4-erros-comuns-no-tcc-que-voce-deve-evitar

Talvez a entrega do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) seja o momento mais importante de toda a graduação. Se não é o mais importante, é, pelo menos, o que vai definir se você põe a mão no canudo ou não.

Mesmo começando a desenvolver o trabalho lá pelo 5º ou 6º período, dependendo do curso, chegada a hora de concluí-lo, os possíveis erros comuns no TCC geram um sentimento de insegurança. Muitas regras a observar, muitos critérios a atender, enfim, muitos aspectos pra prestar atenção.

Falando em atenção, foco agora que vamos apresentar os 4 erros comuns que muitos estudantes comentem ao entregar um TCC!

1. Formatação fora dos padrões

A formatação de um trabalho científico é um dos critérios mais importantes e observados pelos professores e pela banca avaliadora. Um trabalho mal formatado corre o risco de ser analisado com certo desdém, comprometendo a nota final.

No geral, as instituições de ensino seguem as regras de formatação de trabalhos científicos da ABNT; entretanto, algumas desenvolvem seu próprio manual. Se sua faculdade tem manual próprio, siga-o à risca e não terá o que temer.

2. Citações longas demais

Não se faz um TCC sem referências. São inúmeros autores e artigos lidos para a elaboração do trabalho final. E essas referências devem constar de forma clara no trabalho para que todo seu esforço não se transforme em um vergonhoso plágio.

Quando uma citação está longa demais é sinal de que você ficou com preguiça ou não conseguiu desenvolver a ideia com suas próprias palavras. Nunca use citações extremamente longas. Não há regras para isso, o que vale aqui é o bom senso.

3. Referências incompletas

As referências (este é o momento em que você vira os olhos e diz “que chatice”) servem para que os orientadores e avaliadores possam comprovar de onde, exatamente, você tirou aquela ideia ou argumento.

Estude a forma correta de citar referências diretas, indiretas, vídeos, filmes, artigos de internet (use o manual de sua faculdade ou as normas da ABNT) e não corra o risco de cair em plágio.

Um macete é pegar referência correta no momento em que você tiver contato com aquela ideia que quer usar. Muitas vezes pegamos livros emprestados que nuca mais vemos ou acessamos artigos na internet cujas páginas deixam de existir por vários motivos.

4. Outros erros comuns no TCC

Além dos erros já citados, existem outros erros comuns que estudantes cometem no TCC.

O famoso “encher linguiça” é desastroso. É melhor dizer de forma sucinta, mas completa, o que você quer dizer do que fazer rodeios. Acredite, os avaliadores odeiam isso!

Ortografia incorreta também causa arrepios em quem está avaliando. Se você não domina bem a língua portuguesa, existem vários profissionais que fazem o trabalho de revisão. Pedir ajuda  a quem entende do assunto também é válido.

O uso da primeira pessoa no singular foi, por muito tempo, considerado um ultraje, mas hoje, algumas autoridades no assunto pensam diferente. O melhor a se fazer é evitar os excessos e usar o bom senso.

Para não cometer nenhum erro grosseiro na hora de entregar o trabalho, estude bem o manual de sua instituição ou as regras da ABNT.

E agora, para que outras pessoas não cometam esses erros comuns no TCC, compartilhe nossas dicas nas redes sociais e ajude estudantes como você!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.